Programas de Saúde & Desenvolvimento Pessoal
para Empresas

"Melhores pessoas, Melhores leaders, Melhores empresas"

Grupo de Meditação

É evidente que existe uma relação próxima entre a saúde física e mental do colaborador com sua produtividade e motivação no dia a dia. Por isso, os programas de bem-estar, se tornaram verdadeiros diferenciais competitivos.

A ideia é não apenas trabalhar indiretamente os indicadores-chave, mas construir um programa capaz de atrair talentos e consolidar uma marca atrativa, atraindo colaboradores alinhados com sua cultura e valores. Estudos demonstram que o bem-estar dentro da cultura da empresa é mais decisivo para que um colaborador escolha uma organização e se mantenha.

 

 

 

O que são os programas?

Programas são personalisados e consistem em ações coordenadas entre si, com o objetivo de promover a saúde e felicidade dos colaboradores, encorajando as pessoas a mudarem comportamentos e estilos de vida, dentro e fora do trabalho.

Os três componentes básicos desse projeto são:

  • Emocional: autoconhecimento e gestão das emoções;

  • Motivar a Mente: desenvolvimento de novas ou melhorar competências de comunicação, gestão, etc;

  • Cuidar do corpo: encorajar os funcionários a mudar seus estilos de vida por meio de exercícios, boa alimentação e monitoramento da saúde.

Nesse sentido, o trabalho pode incluir palestras, cursos, desafios, distribuição de materiais didáticos, entre outras.

Objectivo é tornar o programa divertido, interessante e fácil de implementar no dia a dia.

Quais são os benefícios do programa?

Saúde e felicidade são dimensões base. Os resultados da organização dependem de pessoas na plenitude de suas condições. Sem isso, não há motivação ou produtividade em níveis satisfatórios.

 

Por isso, pode-se listar uma lista de benefícios obtidos por meio desses programas.

  • Redução das doenças ocupacionais: A conscientização gera um comprometimento maior no combate aos efeitos nocivos do desempenho de certas funções. Lembre-se de que, muitas vezes, as doenças ocupacionais surgem porque o colaborador não esteve motivado e, portanto, deixou de seguir instruções que, normalmente, são tarefas como pausas nas atividades, alongamentos, ajustes de postura etc.

  • Economia com despesas médicas: O trabalho preventivo também é responsável por reduzir custos, como despesas com o plano de saúde, faltas ao serviço e indenizações judiciais por doenças ocupacionais e por acidentes de trabalho.

  • Aumento da produtividade: Quando o profissional reúne a totalidade de suas energias, a tendência é que sua capacidade de gerar valor para empresa aumente. Afinal, via de regra, um desempenho qualitativa e quantitativamente eficiente requer esforço, concentração, disposição para trabalhar em equipa e outros atributos ligados intimamente à saúde física e mental.

  • Retenção de talentos e redução do turnover: Os programas de saúde se incorporam ao conjunto de benefícios oferecidos para os colaboradores da empresa. Com efeito, haverá um peso nas decisões sobre se candidatar em processos seletivos ou permanecer na organização, contribuindo para retenção de talentos e redução do turnover.

  • Construção da marca: Gradativamente, a empresa será reconhecida como um bom lugar para se trabalhar, ou seja, construirá sua marca. O que, uma vez estabelecida, será responsável por colocá-la na mira dos melhores profissionais do mercado.

  • Maior motivação: À medida que a empresa demonstra consideração pelos colaboradores, surge o sentimento de união e pertencimento à marca. Se entenderem que a organização também se preocupa com a satisfação de seus funcionários, os profissionais estarão, naturalmente, mais dispostos a perseguirem os objetivos da empresa.

Como funciona o programa?

1ª fase: Levantamento de informação

2ª fase: Desenvolvimento e implementação do programa 

3ª fase: Avaliação do impacto 

De todo modo, as atividades — palestras, eventos, campanhas de incentivo, divulgação de material etc. — devem se pautar pelos seguintes pilares:

  • Pertencimento: sensação de pertencimento e contribuição, posicionar os colaboradores como parte da solução e incentivar a participação nas atividades;

  • motivação: utilizar a criatividade para criar ações que desenvolvam a vontade de implementar mudanças na vida pessoal e profissional;

  • apoio: criar uma rede de suporte capaz de fornecer orientações, acompanhar o desenvolvimento e realizar os encaminhamentos pertinentes;

  • estratégia: ter objetivos e metas claras para, assim, planear as ações necessárias e acompanhar os resultados.

Pode fazer parte do programa:

  • Sharing Sessions com pessoas no qual os colaboradores vêm como inspiradores e que possam partilhar sua experiência e estratégias de gestão ansiedade, gestão de energia, gestão prioridade, foco, saúde etc.

  • Cursos formativos

  • Sessões de Mindfulness

  • Sessões de Coaching

​Programas orgulhosamente desenvolvidos em conjunto com a Scaleup Valley para: 

1616597098461.jpg
1625134442213.jpg
1657870661280 (1).jpg
1625145251730.jpg
1522648766537.jpg